Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!

Alguém ai?

Qua 8 Ago 2018 - 12:52 por Hefesto

Estou afim de voltar a narrar, tem alguém querendo participar?

Comentários: 27

Autores nos tópicos

Dom 2 Jul 2017 - 20:55 por Ártemis

Autores nos tópicos

Recentemente adicionei em todos as postagens do tópico de Tutoriais e Guias bem como
o tópico da Biblioteca o nome de quem fez, quem ajudou a fazer, quem editou (boa parte do conteúdo), e quem ajudou com a ideia.

Assim temos uma visão mais clara de pessoas que, apesar de a maioria não saber, ajudaram com o crescimento e evolução do fórum.

Lembrando que todo o conteúdo criado para o fórum é de autoria do mesmo. Todo "direito autoral" que estabelecemos aqui é de Rick Riordan, o criador das séries Percy Jackson e Os Heróis do Olimpo.


Comentários: 0

EVENTO DOUBLE ALEGRIA DE FÉRIAS

Ter 27 Jun 2017 - 14:28 por Selene

Evento Double Alegria de férias



Evento válido do dia 01/07/2017 até 15/07/2017


Férias de Julho chegando e nada melhor do que um evento double pra levantar os ânimos do fórum. Chamem seus amigos e desfrutem do evento
DOUBLE ITENS, EXP e DRACMAS





Comentários: 1

Problemas com as contas Olimpianas

Dom 8 Jan 2017 - 13:29 por Quíron

Olá Olimpianos.

Depois de um backup feito no fórum os direitos de administrador de todos os olimpianos foram retirados automaticamente pela Forumeiros. A princípio é para esse erro já ter sido corrigido, se algum Olimpiano ainda estiver com problemas mande mp ou fale comigo no Facebook: https://www.facebook.com/paulohenrique.morais.9

Desculpe o transtorno, Quiron.


Comentários: 0


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Estados Unidos da América » Estados Unidos da América » São Francisco » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 4 de 7]

Hermes

avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Julia caminhava com Laxus quando este percebe que a garota parecia se esforçar em organizar seus pensamentos. O legionário sabia muito bem o que aquilo significava. Flashs e mais flashs. Às vezes, os sonhos seguiam uma linha de raciocínio, mas na maioria dos casos, eram apenas pedaços de visões aleatórias que só passavam a fazer sentido quando passavam para o outro lado, o da realidade.

- Eu lembro de seguir uma pessoa, mais alto e mais forte fisicamente. Nos meus sonhos, ele não tinha rosto, não tinha voz. Eu só via suas costas e o acompanhava. Eu me sentia desesperada e com um grande vazio, mentalmente me perguntando onde está o Sam. Exatamente como agora. – Diz a garota indicando que a pessoa que ela seguia não era ninguém além do próprio Laxus. Depois de algum tempo, ela continua tentando organizar os flashes e prossegue.

- De repente o cenário muda e eu vejo a imagem do Sam se afastando de mim, por isso acho que ele não se foi. Estamos eu e essa pessoa lutando. Dessa vez eu ouvia duas vozes, uma me encorajando, me incentivando a lutar apesar de exausta era uma voz masculina, mas não reconheço. A outra era a voz de uma mulher que dizia para entregar os pontos. Dizia que eu e todos a minha volta estavam condenados. A única coisa que sei além disso é que era noite e o céu estava fechando. Não tinha mais o Sam, ele havia se afastado por completo e... Por favor, me diga que ele não morreu!

Julia estava aos prantos.

Os raios de sol começavam a aparecer e mesmo assim uma brisa gélida passava por aquele local. Alguns comércios estavam abrindo e Laxus ainda percebe que Julia está cansada e ferida depois da batalha surpresa.  Talvez a garota também estivesse faminta, apesar de não ter protestado, afinal, ela não havia comido nada.

#31

Φ Laxus Dreyar

avatar
Filho(a) de Júpiter
Filho(a) de Júpiter
Ver perfil do usuário
Me sinto espantosamente mal ao ouvir os relatos de Julia e ao perceber o quanto ela sofria. Como qualquer semideus, eu sabia como era sofrer, se sentir abandonado, fraco, ser piada entre monstros e deuses, ser caçado e esnobado. Tudo aquilo criava uma revolta bem escondida dentro de mim. Era como se a rebeldia lutasse contra o meu senso de dever e fidelidade. Eu sabia que não podia me deixar levar pela raiva e revolta, pois isso me desestabilizaria, portanto resolvo encarar a situação com mais otimismo e, quem sabe, passar um pouco dele para Julia.

- Tenha calma, Julia. - Coloco uma mão em seu ombro. - O que eu posso te garantir é que estou ao seu lado. Vamos encontrar Sam e o trazer de volta, mas agora, acho que você precisa descansar e comer algo. Tente relaxar. Precisamos ser fortes e estarmos focados em nosso objetivo para que todos cheguemos bem ao acampamento.

Em seguida, me dirijo a qualquer espelunca aberta. Procuro uma sobra do dinheiro do metrô e torço para ser suficiente para comprar algo para a garota. Eu mesmo não faria questão de comer muito. Precisava guardar parte do dinheiro para a nossa locomoção, além de ter que dar preferência para ela, que havia sofrido muito mais que eu ao longo da vida e principalmente no último dia.

#32

Hermes

avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Não podia se esperar muito de uma cafeteria barata no subúrbio da cidade. O preço era relativamente baixo, a ponto de ser possível pedir a “especialidade da casa” para os dois. Um sanduíche com ovos e bacon, suco e algumas batatas.

Julia atacou aquilo como um animal. Definitivamente não fez a menor cerimônia. Ela pergunta para Laxus sobre o tal acampamento, que ele garante ser seguro e mais coisas relacionadas ao que sempre escutou, como ser a filha de um suposto deus, além de perguntar ao rapaz como ele se sente em relação a isso. (detalhar essas explicações no próximo post)

Após a conta ser paga, Laxus pede que Julia a acompanhe para seguirem viagem mas esta recusa. Ela diz que lembrou de mais um lampejo de seus sonhos e eles acontecem não muito longe dali. Um lago perto de um pequeno parque onde pessoas costumam se reunir para fazer piqueniques. Como não era um lugar distante, Laxus aceita a sugestão.

A visão que ele tem é  um tanto quanto estranha. Sam estava sentado em um dos bancos e parecia jogar pedras no lago. Lentamente, uma a uma. Ambos reconheceram o menino mesmo ele estando um pouco longe e de costas. A roupa e a cor do cabelo não negavam isso. Não havia espaço para sentar ao seu lado, havia um monte de pedras que eram recolhidas e jogadas na água pelo menino, preenchendo o espaço.

#33

Φ Laxus Dreyar

avatar
Filho(a) de Júpiter
Filho(a) de Júpiter
Ver perfil do usuário
Sinto pena quando Julia começa a avançar no lanche. Penso em oferecer o meu para ela também, mas ela não parecia apreciar sentimento de pena, e eu também precisaria comer, de qualquer forma. Como, enquanto ela faz as perguntas e vou respondendo.

- O Acampamento Júpiter é um dos únicos lugares seguros para nós no mundo. Lá nós encontramos uma família, somente pessoas como nós. Também treinamos e nos divertimos. Você não poderia sonhar com um lugar melhor para ficar. No começo, a história de ser filho de um deus parece estranha, mas quando você começa a conversar com os outros, percebe que quase todas as coisas estranhas que aconteceram na sua vida também aconteceram com eles e isso torna tudo mais fácil. - Faço uma pausa. Eu penso em falar sobre o Acampamento Grego, mas como detesto eles, e como isso só deixaria ela mais confusa, opto por não comentar nada. - Eu não sei muito bem como é estar na sua situação. Minha família é tradicional, tenho deuses no meu passado, então para mim foi natural seguir os Lobos e chegar ao acampamento, mas alguns de nós são muito poderosos e não consegue sobreviver até encontrá-los. Outros talvez consigam sobreviver sozinhos, mas não temos conhecimento sobre isso. - Faço mais uma pausa para ela assimilar as informações enquanto termino de comer. - Não se preocupe. Quando chegarmos lá você vai entender tudo e eu posso te garantir que vai se sentir bem.

Quando ela decide mudar o caminho para o acampamento devido à uma lembrança dela, não contesto. Assim que observo a estranha cena onde Sam se encontrava, indico que Julia deveria se aproximar e falar com ele.

- É melhor você ir até lá. Ele pode acabar se assustando comigo. Vou ficar atento, cuidando da sua retaguarda.

Assim que ela vai, já saco minha espada e começo a olhar em volta. Manteria uma distância segura deles, mas não muito longe, pois talvez algo pudesse atacá-los.

#34

Hermes

avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Julia processava as informações à medida que estas lhe eram passadas. Laxus via claramente que a garota parecia se esforçar para imaginar um local onde havia várias pessoas como ela e que pudessem viver em paz e tranquilidade. A palavra diversão talvez tenha sido a mais impactante. Quando foi a última que Julia se divertiu?

O descendente do deus da guerra orienta a garota a se aproximar do irmão primeiro enquanto ele montaria a guarda e assim ela o faz. Os primeiros segundos pareciam normais, até que ele repara que apenas Julia parecia falar. Laxus então percebe que ela está olhando para ele e chamando-o com as mãos.

Quando vai para perto, percebe que Sam está completamente estranho. Os olhos do menino estavam vidrados e ele estava em transe. Jogava uma pedra atrás da outra naquele lago e depois de ser chamado pelos dois algumas vezes, começou a sussurrar. Sua voz saía tão baixa que era quase inaudível e tanto Laxus quanto Julia tiveram que se aproximar pelos lados para ouvir o que ele dizia.

- Não podemos fazer nada... Mamãe morreu e não temos ninguém. Sou uma criança maldita, deveria estar morto.

Ele dizia e repetia isso incessantemente, como se fosse um robô programado. Mas era Sam, não havia dúvidas. As roupas, a voz. O corpo, que estava um pouco frio quando Laxus tocou para, inutilmente chamar a atenção. Julia tentava traze-lo de volta com palavras e chegou até a dar-lhe uma bofetada. Sam parou por mais ou menos dois segundos e novamente voltou a sussurrar aquela mesma frase.

#35

Φ Laxus Dreyar

avatar
Filho(a) de Júpiter
Filho(a) de Júpiter
Ver perfil do usuário
O estado de Sam me deixa preocupado. Troco olhares com Julia enquanto ela tenta animá-lo.

- Não adianta. Só os deuses sabem o que ele viu ou encontrou enquanto esteve longe de nós. Precisamos levá-lo imediatamente para o acampamento. Somente alguém com poder psíquico pode ajudá-lo. Talvez um filho de Vênus ou até mesmo Baco. Vamos. Sam, se acalme.

Se ninguém fizer nenhuma objeção, tento pegar Sam no colo. Não poderia deixar ele naquela situação, naquele lugar. O carregaria por quanto tempo fosse possível, até chegarmos a uma estação de metrô. Caso algo apareça e tente me impedir, e eu não ficaria nem um pouco surpreso se isso acontecesse, estaria pronto para sacar minha espada novamente e enfrentar que quer que fosse para protegê-los.

#36

Hermes

avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Laxus simplesmente fez o que Julia faria. Tirar o garoto dali. Ele era pequeno e leve. Não ofereceu a menor resistência. O problema era seu estado de transe. Eles caminharam por alguns momentos e a imagem que os mortais tinham era de três irmãos andando pelo subúrbio, onde o mais velho carregava o mais novo como se este fosse um bebê enquanto a do meio vinha pelo lado.

Sam continuava sussurrando as mesmas palavras o tempo inteiro e não dava sinais de lucidez. Laxus ainda tentava conversar com o menino pelo caminho, mas nada surtia efeito, até que ele reparou que lágrimas começavam a escorrer dos olhos de Sam e sua voz começava a dar sinais de que estava chorando. Ele começava a soluçar como se estivesse de fato entrando em desespero. Talvez ele estivesse travando uma luta em seu subconsciente.

Uma mulher de aparência jovial vinha caminhando do outro lado da rua. Era bela e tinha cabelos ruivos. Não era exuberante como Vênus mas ainda assim se sobressaía no lugar. Laxus e Julia repararam que ela vinha em sua direção com um olhar um tanto penetrante. Ambos entram em guarda, mas Laxus não pode puxar sua arma por estar com os braços ocupados, segurando o irmão de Julia. Ela entretanto parece ignorar esse fato e ao se aproximar, fala para os dois:

- Parece que o garotinho está com problemas. Se importam se eu der uma olhada?

#37

Φ Laxus Dreyar

avatar
Filho(a) de Júpiter
Filho(a) de Júpiter
Ver perfil do usuário
- Sim, me importo. Julia, fique esperta. - Faço uma pausa, olhando para Julia com urgência, esperando que ela entenda. - Desculpe, de onde viemos costumamos desconfiar das pessoas. Quem é você?

Se ela continuar se aproximando eu me afasto e giro o tronco para deixar Sam longe dela. Estaria atento para qualquer ameaça. Se fosse necessário, colocaria Sam em algum banco próximo, ou até mesmo no chão, e então sacaria a espada.

Eu sabia que não poderia partir para o ataque, pois não sabia se ela era má, ou mesmo se eu teria forças para combatê-la, mas de forma alguma eu deixaria ela se aproximar deles enquanto não tivesse certeza de que não é perigosa. Uso meu melhor olhar de lobo para manter ela afastada e também para não deixar que nos ataque com tanta facilidade.

#38

Hermes

avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
- Nesse caso não há muito a se fazer. - Os dentes afiados do demônio feminino se mostram em um sorriso que mostrava interesse pelo garoto. Ela muda de forma e se mostra como uma empousai, mas não era uma criatura comum. Mesmo Laxus, que era especializado em combate físico, percebeu uma forte aura de magia vinda daquele monstro.

- Meu nome é Kelly, sou uma das 3 servas fiéis da deusa Hécate, que para vocês, romanos, é conhecida como a própria Magia. Pelo estado desse menino, posso dizer que ele não vai aguentar muito tempo, portanto, serei direta. Um pouco do sangue de vocês e eu removo a maldição que assola sua pobre mente.

Julia já estava em posição de combate, apesar de estar com uma expressão de maior pânico. A garota era forte e sabia disso, mas nunca havia encontrado com um demônio que se mostrasse tão inteligente e ao mesmo tempo superior. Para piorar, Sam começava a tremer, como se estivesse prestes a ter uma convulsão.

#39

Φ Laxus Dreyar

avatar
Filho(a) de Júpiter
Filho(a) de Júpiter
Ver perfil do usuário
A situação em que chegamos era exatamente o que eu não queria. Ter de escolher entre confiar em um monstro ou talvez deixar Sam morrer? Meu senso de dever dizia que eu deveria protegê-lo em primeiro lugar, aceitando a ajuda do monstro. Por outro lado, a minha lealdade à Legião Romana me fazia não acreditar e nem facilitar a vida de um monstro sequer, em nenhuma circunstância. Penso nas palavras de meu bisavô Marte e nas palavras de Vênus. Penso no porquê de eu estar naquele lugar e naquele momento. Penso na vida dos jovens filhos de Júpiter e no poder de meu inimigo. Vejo Julia tremendo de medo e Sam prestes a morrer de cansaço e loucura. Tomo minha decisão.

Primeiro, me dirijo à Julia. Ela merecia e precisava disso.


- Julia, você precisa ser forte e corajosa, agora mais do que nunca. Estamos juntos. - Digo olhando nos olhos da garota e passando a maior confiança que eu puder para ela. Em seguida, me viro para o monstro.

- Se você pode ajudá-lo, eu aceito. Mas primeiro, você terá que jurar pelo rio estige que não irá nos fazer mal e que irá de fato curá-lo, sobre a pena de passar uma longa temporada no Tártaro se não cumprir a promessa. De minha parte, eu prometo que não vou te caçar em particular pelo resto de minha vida se você nos enganar. Você não quer alguém como eu não seu encalço.

Eu sabia que não era forte o suficiente para ameaçar um monstro daqueles, mas eu tinha que mostrar o máximo de força e coragem. Sendo tão inteligente, ela mesma saberia que um romano nunca deve ser subestimado. Também penso no fato de ela ser serva de Magia. Aquela não era das deusas mais confiáveis, mas eu tinha dois companheiros de coorte filhos dela, e os dois eram fiéis à Roma. Logo, o máximo que eu poderia fazer é esperar tirar o trato do monstro, torcendo para ela somente querer algo simples e nos deixar em paz depois.

Fico atento a qualquer novidade ou interferência. Se fosse necessário, deixaria Sam no chão e partiria para a luta sem pensar duas vezes. Tento manter o corpo firme e ereto, passando confiança para Julia e não deixando o monstro se sentir completamente no controle da situação.

#40

Conteúdo patrocinado


#41

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 4 de 7]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum