Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!

Alguém ai?

Qua 8 Ago 2018 - 12:52 por Hefesto

Estou afim de voltar a narrar, tem alguém querendo participar?

Comentários: 27

Autores nos tópicos

Dom 2 Jul 2017 - 20:55 por Ártemis

Autores nos tópicos

Recentemente adicionei em todos as postagens do tópico de Tutoriais e Guias bem como
o tópico da Biblioteca o nome de quem fez, quem ajudou a fazer, quem editou (boa parte do conteúdo), e quem ajudou com a ideia.

Assim temos uma visão mais clara de pessoas que, apesar de a maioria não saber, ajudaram com o crescimento e evolução do fórum.

Lembrando que todo o conteúdo criado para o fórum é de autoria do mesmo. Todo "direito autoral" que estabelecemos aqui é de Rick Riordan, o criador das séries Percy Jackson e Os Heróis do Olimpo.


Comentários: 0

EVENTO DOUBLE ALEGRIA DE FÉRIAS

Ter 27 Jun 2017 - 14:28 por Selene

Evento Double Alegria de férias



Evento válido do dia 01/07/2017 até 15/07/2017


Férias de Julho chegando e nada melhor do que um evento double pra levantar os ânimos do fórum. Chamem seus amigos e desfrutem do evento
DOUBLE ITENS, EXP e DRACMAS





Comentários: 1

Problemas com as contas Olimpianas

Dom 8 Jan 2017 - 13:29 por Quíron

Olá Olimpianos.

Depois de um backup feito no fórum os direitos de administrador de todos os olimpianos foram retirados automaticamente pela Forumeiros. A princípio é para esse erro já ter sido corrigido, se algum Olimpiano ainda estiver com problemas mande mp ou fale comigo no Facebook: https://www.facebook.com/paulohenrique.morais.9

Desculpe o transtorno, Quiron.


Comentários: 0


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Estados Unidos da América » Estados Unidos da América » São Francisco » 

Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 3]

Ver perfil do usuário
Henry com certeza era alguém bom de papo, contudo não fiz mais perguntas sobre o fato de estarmos indo para uma loja. No caminho consegui aprender bastante coisa sobre semideuses, monstros e deuses e até mesmo havia recebido itens que não esperava receber, como uma espada. Enquanto Henry tentava descobrir quem seria meu pai olimpiano, estava calado apenas analisando toda a situação pela qual estava passando e digerindo aquela quantidade absurda de informações.

Henry me deixava desconcertado e até mesmo sem jeito com sua forma de usar as palavras e me tocar o que não sabia dizer se me fazia ficar vermelho ou hesitante. Com sorte chegamos logo no centro de São Francisco, havia várias pessoas com sacolas de compras e tirando fotografias o que me sorrir rapidamente. — É por aqui, acho. — disse para o filho de Afrodite, caminhando em direção há uma enorme construção luxuosa, com vitrines demonstrando roupas de grife o objetos em geral.

Adentro o lugar acompanhado de Henry e escondo os itens que ele havia me entregado na bolsa, poderiam pensar que estava assaltando o lugar, o que não era verdade. Enquanto Henry via algumas coisas de seu interesse eu me guiava sem direção pela loja, logo me encontrando com algumas roupas e acessórios como relógios, cordões e pulseiras e sem nem mesmo perceber faço bico analisando os objetos. Não havia trazido dinheiro suficiente para comprar essas coisas, no máximo uma pulseira. Me dou por vencido e tento ignorar isso, seguindo caminho até o semideus mais velho.






I can be myself now finally, in fact there's nothing I can't be.
#11

Ω Henry Liesdale

avatar
Filho(a) de Afrodite
Filho(a) de Afrodite
Ver perfil do usuário
Era como levar uma criança para a ala de doces de um supermercado. Edward estava claramente fascinado, porém hesitante com os preços exibidos por ali. Provavelmente eu seria como ele se fosse só um garoto normal. Meu pai era professor do ginásio de uma escola do bairro vizinho e ganhava o suficiente para vivermos, mas nada de luxo ou coisas desnecessárias ou superficiais. Contudo, agora eu não apenas tinha ciência de meu poder, mas também fazia seu uso para satisfazer minhas vontades, afinal, é assim que as coisas funcionam. A força é a justiça, afinal de contas. E não estou falando de algo tão superficial como força física.

- Se você não pegar nada, eu pego por você – Digo depois que ele volta pra perto de mim e de mãos abanando. Eu já havia pego algumas peças mais escuras e discretas e estava satisfeito. Pego então algumas coisas que vi o indefinido babando e jogo tudo em cima dele. Pelo menos as próprias coisas ele carregaria. Alguns acessórios também estariam inclusos, coisas como pingentes, pulseiras e até um óculos de mergulho. Ao chegar no caixa, uso [Comando] + [Voz Persuasiva] para forçar/convencer o vendedor(a) a liberar/pagar as compras e assim sairmos da loja.

- Viu só? Foi até rápido. Agora podemos seguir rumo ao acampamento. – Digo se não houver sinal de problemas. Pegaria então o ônibus que levasse até um terminal qualquer. Não poderia ir de avião, afinal, uma certa vaca não deixaria que a viagem pelo céu fosse tranquila. E seguir por terra seria mais conveniente, pois ainda estou disposto a, não apenas encontrar e lutar com monstros, mas também ganhar a confiança daquele garoto. Ele seria uma ponte para a aproximação com algum chalé, afinal de contas.

Depois de terminar a fase 1, de conquistar a confiança de Edward, era hora de manipulá-lo de verdade. Caso não haja nenhum empecilho no caminho e peguemos algum ônibus, chamaria sua atenção:

- Edward, você parece cansado. Não quer descansar e dormir um pouco? – Usaria [Whispers of Chaos] para implantar em sua mente a ideia de cansaço e meu [Toque Emocional] para transmitir segurança e conforto. Isso acabaria com qualquer resistência mental do rapaz possa possuir e eu continuaria o  discurso de modo persuasivo antes que ele adormecesse. – Você pode dormir tranquilo. Juro pelo rio estige que estarei de olho em você. E você, jura pelo estige que vai estar do meu lado se eu precisar?

Depois disso, deixo que ele adormeça se assim quiser. Meu trabalho principal estaria feito, e eu precisaria apenas me dedicar a terminar a escolta.


Nível 4 - Dissimulador: Os filhos de Afrodite possuem total controle sobre suas emoções e conseguem escondê-las dos demais, tendo maior facilidade para mentir e dissimular seus pensamentos e sentimentos.

Nível 7 - Harmonia Intocável: Raramente você irá ser escolhido como alvo de pessoas ou monstros, sua harmonia o protege de ações hostis. (+6 CHA)

Nível 8 - Radar Sentimental: Filhos de Afrodite podem rastrear a presença do amor em pessoas ao seu redor, ou de outros sentimentos fortes como o ódio ou a raiva. (+9 WIS)

Nível 9 - Toque Emocional: Você pode causar sensações ''gostosas'' nas pessoas com o simples toque, fazendo-a rir, por exemplo, ou, também pode causar emoções terríveis, como um medo profundo ou ódio intenso, por exemplo. (+5 CHA)


Nível 11 - Leitura [Inicial]: Pelas expressões demonstradas, o filho de Afrodite é capaz de ter uma excelente ideia do que o alvo estava pensando. Embora, não seja uma real leitura de mente. (+11 WIS)

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nível 3 – Whispers of Chaos I: Com apenas um sussurro, uma ideia é plantada no mais profundo das teias mentais do alvo. Ela cresce como se fosse um pensamento próprio e, dependendo do intelecto do alvo, se intensifica até se tornar uma obsessão. Há chances de falha com oponentes de intelecto médio/alto. O uso da habilidade requer 35 pontos de energia, e entrará em espera por três rodadas.

Nível 5 - Comando: Com sua voz aveludada e persuasiva a vitima fará praticamente tudo o que você quiser. Um comando prejudicial ao alvo não será efetuado, por exemplo, “Se corte”. O comando precisa ser indireto, por exemplo, “Por que, ao invés de me atacar, você não ataca seu companheiro ai do lado?”. O uso dessa habilidade consome 40 pontos de energia.





“Ser bom é estar em harmonia consigo mesmo.
A discórdia é ser forçado a estar em harmonia com os outros.”
#12

Minerva

avatar
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
Henxy executa seu arrastão na loja, levando algumas sacolas de roupas e enchendo Edward de objetos. A caixa não vê problemas em deixar os garotos levarem tudo, mas Henry sabia que aquele efeito passaria e isso traria problemas se eles continuassem ali. Sendo assim, o filho de Afrodite sai da loja em direção a algum ponto de ônibus, porém ele logo percebe que não chegaria lá em segurança.

Já esperando a abordagem de algum monstro, o semideus não tem dificuldades em perceber que havia algo errado. O problema, era que os monstros eram surpreendentemente ruins para o momento. Eram 3 esqueletos cinzentos, porém, não eram esqueletos normais. Sua carne cinzenta os faziam parecer policiais da Califórnia. Usavam cassetetes e seus olhos negros mostravam claramente que nada pararia eles. Todos estava com os rostos focados em Edward, que se assusta ao avistar as criaturas. Eles vinham dos dois lados e da frente dos semideuses, em um ponto pouco movimentado da rua, próximo a um beco. Estavam a 15 metros deles, mas se aproximavam, mirando o escoltado.


Esqueleto Cinzento¹: ?/? HP
Esqueleto Cinzento²: ?/? HP
Esqueleto Cinzento³: ?/? HP

#13

Ω Henry Liesdale

avatar
Filho(a) de Afrodite
Filho(a) de Afrodite
Ver perfil do usuário
Dois acontecimentos simultâneos chamam minha atenção. O surgimento de monstros que quebram padrões e os 3 olharem fixamente para o indefinido ao meu lado. Por mais que eu tivesse uma espécie de aura de proteção, sou bem mais poderoso que ele, afinal, ele já é quase um fantoche. Haveria alguma chance de ele ter um “cheiro” forte o suficiente para atrair monstros múltiplos e todos se voltarem somente a ele? É, parece que sim.

- Que conveniente, eles se disfarçam de policiais – Digo ironicamente, afinal, acabei de fazer um leve arrastão numa loja. – Bom, nós vamos seguir pelo meio. Continue correndo depois que eu largar seu pulso, apenas esquive o cara do meio e cuidado com o cara do seu lado. – Digo pegando meu chicote laminado[Heróico] com uma mão e o pulso de Edward com a outra. Ele estava claramente amedrontado e eu não estou disposto a acalmar isso. Ele vai poder ficar agradecido depois de ser salvo.

Corro então na direção da criatura com o indefinido ao meu lado esquerdo de modo que ele esteja posicionado à frente do esqueleto do meio. Isso faria com que ele virasse alvo direto das criaturas da esquerda e do meio enquanto eu lutaria com o cara da esquerda. Ou pelo menos essa seria a primeira impressão.

Estaria atento com minha [Mente Caótica] aos movimentos inimigos e esperaria que eles viessem rapidamente nos cercar. Enfeitiçaria o monstro do meio com [Troca de Coração] de modo que ele passe a ser um aliado e nos traga a vantagem numérica, dando a ele a instrução de atacar o esqueleto da esquerda e deixando o indefinido ileso e com o caminho livre.

Largo o pulso de Edward e rapidamente mudo de trajetória, atacando a criatura da direita com meu chicote em um ataque vertical pra baixo, na expectativa de corta-lo. Independente de dar certo ou não, me afasto, voltando a acompanhar o indefinido e observando os resultados do movimento. É claro que não tenho a intenção de simplesmente fugir. Mudar o campo de batalha para ter um espaço mais amplo que um mero beco era algo necessário, e esse é meu objetivo. Se possível, mantenho uma distâcia de pelo menos 10 metros do trio de monstros e começo a planejar minha ação seguinte.



Nível 3 - Inteligência: Os Servos de Éris sempre pensam na melhor forma de causar o caos e a discórdia, sem que as consequências cheguem a eles. [+ 6 INT]

Nível 5 – Mente Caótica: Servos de Éris possuem uma mente caótica, pensando em vários planos e estratégias ao mesmo tempo. Também, em combate, pode ter uma ampla visualização dos acontecimentos ao seu redor. [+7 INT].

Nível 9 - Perícia com Chicote [Intermediário]: Confere o nível [Intermediário] para a perícia com chicotes. Permite que o herói treine suas outras perícias até o nível [Intermediário]. (+10 AGI)

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nível 8 - Troca de Coração [Inicial]: O campista enfeitiça um alvo, fazendo-o se tornar um aliado por uma rodada. Durante esta rodada ele protegerá o filho de Afrodite, e ignorará os ataques feitos por ele (podendo ainda se esquivar). O uso dessa habilidade consome 60 pontos de energia. A habilidade entra em espera por 4 rodadas





“Ser bom é estar em harmonia consigo mesmo.
A discórdia é ser forçado a estar em harmonia com os outros.”
#14
Ver perfil do usuário
Henry realmente era uma pessoa bem incomum, ele havia percebido o que queria e me senti de certa forma envergonhado. Carrego as minhas coisas - que não entedia como Henry havia comprado, no entanto não fiz perguntas sobre isso -, e assim saímos da loja indo em direção há algum ponto de ônibus próximo.

Infelizmente durante o percusso nós nos deparamos com três criaturas que me deixaram assustado como uma criança vendo seu primeiro filme de terror em uma primeira vista, pareciam esqueletos, mas eram cinza e vestiam-se como policiais. Tenho certeza que se não estivesse tendo que passar por isto estaria rindo do quão absurda aquela ideia me parecia.

Notando que eles me encaravam me fez recuar, porém Henry segurou meu pulso. — Entendi. — murmuro em resposta a Henry. Com seu movimento com seu chicote, me sinto forçado a pegar a espada que carregava na bolsa, estava nervoso. Logo sigo todas as instruções de Henry, mantendo cuidado com as criaturas podendo defender com a espada tempo suficiente para poder escapar como ele havia me instruído.

Não me sentia bem deixando Henry para trás, mesmo que fosse por pouco tempo, mas não tinha escolha. Tentaria correr para algum lugar mais amplo, uma praça com fonte ou algum lugar que pudesse aguardar Henry. Pensava na possibilidade de algum esqueleto conseguir me seguir e tentaria me manter distante dele. É, ser semideus me parecia bem complicado.






I can be myself now finally, in fact there's nothing I can't be.
#15

Minerva

avatar
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
Ao contrário de Edward, Henry não se intimida com os monstros e logo toma a dianteira da situação, segurando seu chicote e o pulso do escoltado, que por sua vez saca a espada. Eles se aproximam do centro do campo de batalha, e o filho de Afrodite usa seu primeiro truque mental. Como era de se esperar, o monstro do meio se dirige ao da esquerda e os dois começam a travar uma guerra de braços, um tentando empurrar o outro na direção que queriam seguir.

Isso deu a Edward a chance de se afastar para o centro da praça, mais espaçosa. Nela havia bancos de madeira, postes de iluminação e uma fonte/chafariz. Henry ataca o esqueleto que ainda tentava atacá-los, erguendo seu chicote. Para sua surpresa, isso fez o monstro vir ainda mais rapidamente na sua direção. O esqueleto entra no golpe do semideus, sofrendo os espinhos do chicote dilacerarem a carne do ombro esquerdo, mas mesmo assim ele estica o braço, com o cassetete na horizontal. Quando Henry desce o braço no golpe, se choca contra a arma do esqueleto, que era surpreendentemente dura e forte. O antebraço do servo de Éris dobra num ângulo estranho. Ele não sabia se havia quebrado ou apenas luxado o braço, mas doeu mais do que ele podia suportar.

O garoto somente grita, enquanto o esqueleto ignora ele e o ferimento em seu ombro, e começa a ir andando na direção de Edward. Os outros monstros que disputavam espaço começam a diminuir a força da batalha. Provavelmente a magia estava passando e os dois voltariam a perseguir o escoltado.


Esqueleto Cinzento¹: ?/? HP
Esqueleto Cinzento²: ?/? HP
Esqueleto Cinzento³: ?/? HP

#16

Ω Henry Liesdale

avatar
Filho(a) de Afrodite
Filho(a) de Afrodite
Ver perfil do usuário
- Miseráveis – Digo no momento em que vejo o quão audaciosos são esses seres repugnantes. Foi uma surpresa ver algo resistir ao bronze celestial e contra-atacar de maneira tão eficiente. Aqueles monstros eram bem mais que incomuns. Ignorar esse ferimento era algo que eu não conseguiria fazer com facilidade, mas eu ainda tinha poder suficiente para ganhar algum tempo.

Guardo o chicote com o braço que está bom e imediatamente estalo os dedos usando [Beleza Estonteante]. Era hora de usar a [Força do Caos]. Nenhum esqueleto imundo ignora Henry Liesdale. Assim que conseguir a atenção das criaturas, faço uso de meu [Temperamento Frio] e capacidade de [Dissimular] para realmente me focar no feitiço seguinte, ignorando temporariamente a dor para  [Causar Discórdia]

- Acabem com o traidor – Digo apontando para o esqueleto enfeitiçado anteriormente pela troca de coração. A ideia era aproveitar o efeito final do feitiço lançado nele e atacar os outros dois para fazê-los brigarem entre si. Acabar com aquela luta era algo que não poderá ser feito nesse momento. Precisávamos recuar.

Depois de correr um pouco com o indefinido, digo que ele retire e use imediatamente um frasco de Afrodite Personalité de minha mochila. A essa altura já tinha entendido que o grande imã pra monstros aqui era Edward, e mascarar esse cheiro era mais que necessário se ele quisesse permanecer vivo, além disso, eu precisaria de algum tempo para cuidar desse braço.

- Você conhece a cidade. Me leva pra um pronto-socorro próximo agora. – Digo impaciente. Em seguida, consumo uma poção de vida[Heróica] para auxiliar no processo de recuperação.



Nível 1 - Temperamento Frio: Os servos de Éris têm maior controle sobre suas expressões de sentimentos e emoções, não o bastante para abstê-los, mas o suficiente para dissimula-los, demonstrando estar calmo quando tem medo, por exemplo. Tem maior facilidade em separar emoções reais das pinceladas emocionais e histerias que as acompanham, assim sendo menos susceptível a remorso, culpa e chantagens emocionais. [+5 VONT]

Nível 3 - Revolucionário: É comum o servo ser visto como um líder inspirador, uma vez que grandes revoltas, motins e tumultos são facilmente incitados por sua figura de liderança. [+5 CHA]

Nível 3 - Inteligência: Os Servos de Éris sempre pensam na melhor forma de causar o caos e a discórdia, sem que as consequências cheguem a eles. [+ 6 INT]

Nível 5 – Mente Caótica: Servos de Éris possuem uma mente caótica, pensando em vários planos e estratégias ao mesmo tempo. Também, em combate, pode ter uma ampla visualização dos acontecimentos ao seu redor. [+7 INT]

Nível 6 - Detector: O personagem possui um sensor interno que lhe auxilia a perceber com extrema facilidade as pequenas manifestações de caos no ambiente que está.

Nível 10 – Força do Caos: Em meio a acontecimentos caóticos (batalhas sangrentas, ou com muitos integrantes, tufões, maremotos, terremotos, etc) o Servo de Éris tem suas capacidades ampliadas e é capaz de ignorar o caos, focando-se em seus interesses. [+15 em todos os atributos nessas condições]


Nível 4 - Dissimulador: Os filhos de Afrodite possuem total controle sobre suas emoções e conseguem escondê-las dos demais, tendo maior facilidade para mentir e dissimular seus pensamentos e sentimentos.

Nível 7 - Harmonia Intocável: Raramente você irá ser escolhido como alvo de pessoas ou monstros, sua harmonia o protege de ações hostis. (+6 CHA)

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nível 10 - Beleza Estonteante: Com apenas um estalar de dedo, seu personagem faz com que TODOS os outros em sua volta olhem para ele. O uso dessa habilidade consome 15 pontos de energia.

Nível 11 – Causar a Discórdia[Intermediário]: Agora, o anti-herói é capaz de causar discórdia em proporções médias, criando brigas sérias, quebra de alianças, acentuando rixas antigas. Neste nível, ele pode utilizar a habilidade em dois ou três seres, sendo eles semideuses ou monstros . O uso da habilidade requer 60 pontos de energia, e entrará em espera por duas rodadas.






“Ser bom é estar em harmonia consigo mesmo.
A discórdia é ser forçado a estar em harmonia com os outros.”
#17
Ver perfil do usuário
Me sentia extremamente culpado por deixar Henry ter que lidar com aquelas criaturas abomináveis sozinho, no entanto não queria atrapalhar suas estratégias, principalmente quando eu deveria ser o alvo dos monstros. Me mantenho há uma distância segura de toda aquela confusão, guardava todas as coisas que havíamos comprado em minha mochila enquanto rezava aos deuses para que o rapaz viesse logo e que estivesse em bom estado, de preferência.

Assim que vejo Henry se aproximar pego alguma pedra no chão para lança em algum esqueleto que tentasse interromper seu caminho, ele parecia ferido e extremamente irritado - o que me deixou nervoso -, — Você está bem? — ele obviamente não estava bem e por isso não deve ter me respondido, porém continuava a correr e eu o acompanhava na intenção de despistar as criaturas e com isso em mente, Henry me manda pegar um frasco de Afrodite Personalité de sua mochila, o que faço sem pestanejar, mas o encaro. — Isso é seguro? — perguntei, mas pela sua expressão não tive coragem de querer saber sua resposta e apenas usei.

Não sabia o que havia mudado em mim após utilizar aquilo então apenas segui caminho com Henry, que, momentos depois me perguntou onde ficava o hospital mais próximo com um semblante totalmente impaciente. Respiro fundo e me coloco para pensar. — Acho que tem algum por aqui. — disse sem querer demonstrar incerteza na voz e guiei Henry para o local que achava se encontrar algum profissional em medicina nas redondezas. Eu havia morado minha vida inteira em São Francisco, não iria confundir o hospital, não é mesmo?






I can be myself now finally, in fact there's nothing I can't be.
#18

Minerva

avatar
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
Henry estava irritado com os acontecimentos. Completamente frustrado por ser ferido e ignorado logo em seguida, o garoto faz um tentativa de atrair os olhares para ele novamente, mas os esqueletos sequer piscam. Os dois que brigavam param, mas se viram para Edward, enquanto o segundo continua na direção do escoltado. Em uma segunda tentativa desesperada de evitar o pior, o garoto usa os poderes de sua mestra para plantar a discórdia entre os monstros.

Dessa vez, o poder surte efeito, mas não perfeito. Os esqueletos param e começam a se olhar, confusos. Como ninguém mais brigava, eles pareciam não saber quem era o traidor, mas isso dá tempo para os semideuses correrem. Quando se encontram, Edward usa o perfume indicado pelo filho de Afrodite, que por sua vez toma uma poção. O braço ainda latejava, mas não parecia tão ruim. Eles começam a seguir na direção indicada pelo californiano, mas os esqueletos logo retomariam o controle da situação. Aos garotos, só restava rezar pelo perfume ajudar, além de encontrar um jeito de sumir de lá o mais rápido possível.

#19

Ω Henry Liesdale

avatar
Filho(a) de Afrodite
Filho(a) de Afrodite
Ver perfil do usuário
Meu braço melhorava gradativamente, mas minha expressão de irritação não havia desaparecido. Era algo um tanto inusitado, pois eu sempre fico com uma aparência agradável, afinal. Todavia, eu precisava pensar. O que raios acabou de acontecer? Criaturas ligadas ao submundo apareceram, isso era inquestionável. Estes são os que normalmente tem resistência as investidas dos filhos de Afrodite. Preciso admitir que o poder de Éris foi o grande diferencial nesse primeiro embate.

Para que algo ligado a Hades ataque, é preciso que haja uma relação de irritação por parte do deus do submundo. Duvido muito que haja alguma ligação por parte da família mortal do indefinido, os traços dele mostravam que era quase um bobo alegre. Logo, alguma desavença entre deuses. Mas seria Edward filho de Poseidon ou Zeus? Isso deixava as coisas complexas. Andar pela terra estava arriscado com aqueles esqueletos à solta, pelo ar já seria difícil por conta da vaca, e sendo ele filho de Poseidon, inaceitável. Mas se ele fosse filho de Zeus, o céu seria um impasse e o mar também não seria seguro.

- Mudança de planos – Digo depois de pensar em algumas possibilidades. – Ainda vamos ficar em São Francisco. - Mudo imediatamente a rota a ser seguida e reassumo o controle da situação. O destino seria o acampamento Júpiter. Algo não tão distante quanto o acampamento Meio-Sangue e muito conveniente para alguns planos de sobrevivência.

Volto então a pegar alguma linha que me leve para o ponto de partida. O acampamento romano não prestaria auxílio para uma missão grega, de fato, mas não era capaz de deixar semideuses do lado de fora. Havia um tratado de paz que permitia a circulação entre gregos e romanos, afinal. Caso consigamos chegar lá, trataria de me recuperar por completo e planejar algumas ações, não tirando o indefinido de perto de mim em momento algum.





“Ser bom é estar em harmonia consigo mesmo.
A discórdia é ser forçado a estar em harmonia com os outros.”
#20

Conteúdo patrocinado


#21

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 3]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum